Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Nada

16.12.12

Quando se vai ao Chiado encontra-se sempre alguém. Eu encontrei. Um grande amigo num abraço, uma conversa solta com uma colega de outros tempos. Nestes encontros imprevísiveis, nem sempre tenho a melhor das conversas.  Às vezes dou respostas tão impulsivas que pareço um pouco louca. E claro que à pergunta: O que estás a fazer agora? Assim na imediatez, disse: "Nada". Um nada seco. Quando na verdade nem eu sei o que estou a fazer. Bem, não estou a fazer nada. Mas não me sinto a fazer nada. Tenho um sorriso sincero estampado no rosto. Tranquilo. Mas estou desempregada. Não estou a fazer nada. É difícil encontrar palavras. Simples palavras quando é tudo tão complexo. Tenho alturas em que sinto que sou capaz de fazer tudo. Tenho outras em que não me apetece fazer mesmo nada. O nada é a palavra que resume assim à bruta o que sinto. Mas farto-me de trabalhar. Em casa, com as miúdas. Penso muitas vezes na minha Galyna. A empregada que cá andava há já sete anos e que também ficou desempregada, por arrasto do meu desemprego. Tão injusto. Era incontornável,  eu sei. Sinto saudades dela, pela amizade. Sinto saudades dela também por tudo o que fazia cá em casa e que eu não consigo fazer com a rapidez com que ela fazia. Que treta. Vou-lhe ligar esta semana. O  Natal está a chegar. Ela gosta de rosas e chocolate. Eu descobri umas rosas de chocolate na Arcádia para lhe oferecer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:17


3 comentários

De RIN a 16.12.2012 às 22:42

O teu nada já é imenso ao lado de tantos nadas que por aí andam. Orgulha-te dele. Eu orgulho-me. Um beijinho cheio de tudo.

De RIN a 16.12.2012 às 22:42

O teu nada já é imenso ao lado de tantos nadas que por aí andam. Orgulha-te dele. Eu orgulho-me. Um beijinho cheio de tudo.

De Lara a 25.02.2013 às 14:41

Olá Ana conheci o seu blog na revista magazine. Também sou mãe e sim desempregada, e perante as semelhanças, ainda no comment de desabafado diz, "há amigos que descobres que não são amigos". Aqueles que dizem para eu ir fazer limpezas, para ir limpar condomínios, são os mesmos que me dizem, "acomodaste-te"... acho que não são.....não pelo desprezo a esse trabalho, mas por ser uma possibilidade diferente da que almejamos...ou então são os fantasmas de estar fora do mercado...Abraço solidário

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D