Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Outono de verdade

27.09.12

As miúdas estão entregues. É Outono de verdade. Estão 15 graus... temperatura amena para Lisboa. O ceú voltou a estar cinzento, com muitas nuvens. Ameaça chover. Hoje é daqueles dias em que gosto de estar em casa. Não posso dizer isto muito alto. Não faz parte de mim gostar de estar em casa. Mas gosto  especialmente de estar em casa, com este tempo. Atrás de mim, as caixas com a roupa de Outono/Inverno. É o dia perfeito para reorganizar os roupeiros. Outras cores, outras texturas, mais quentinhas. Vou ver o que já serve à Sofia que era da irmã dois anos antes... E outra caixa vou encher de roupas para dar porque a miúda mais nova tem-se revelado altinha e nem tudo o que era da mana lhe serve. 

Há uma calma por aqui. Ontem foi um dia duro, mas hoje é perfeito. O pai às vezes é maluco. Ontem disse-me que íamos dar um passeio a pé. O que haverá de tão estranho nisso? Ok, vamos lá. Não sabia no que me estava a meter. Nem mesmo quando subimos ao ponto mais alto da chamada zona "Alto de Paço de Arcos". Pensei que voltássemos para trás. Tínhamos a cadela rodas baixas connosco. Acabou por ser uma aventura sofrida. Sofrida demais para as minhas pernas, para os meus pés enfiados nuns Adidas velhos a precisar de reforma. Foram só 12 km, com muitos altos e baixos... eu só pensava na anormalidade daquele passeio porque estava a ser tudo menos agradável, nem combinava com a palavra "passeio". Aquilo foi mais um desafio, a passarmos à frente da Prisão de Caxias, rumo ao Jamor... por ali acima e eu a dizer ao pai que por ali íamos ter à A5 e que jamais ia andar a passear à beira de uma auto-estrada, com a cadela raposa pela trela, alheia àquela anormalidade toda.  E os carros a passarem a velocidades acima do permitido. Não sei se era uma qualquer adrenalida mas só já me apetecia chorar. Continuava a andar, a andar, a resmungar ao mesmo tempo. E assim foi quase até perder as forças e já não sentir nada. Três horas. Para chegar ao colégio completamente morta e levar com a energia das miúdas. Ainda bem que hoje tenho roupeiros para organizar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:00



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D