Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ao futuro!

03.05.13

Quanto tempo passou? Nove meses. Nove meses de desemprego é mais do que uma licença de maternidade em Portugal. Superei os cinco meses. E se há coisa que aprendi é que a tranquilidade que se ganha com o desemprego também demora a chegar. É uma tranquilidade que vai amadurecendo. A mim, foi preciso chegar até aqui, até Maio. Para finalmente respirar de forma diferente, com uma certa normalidade, sem o coração apertado. Talvez estes nove meses, que parecem uma eternidade quando penso neles, tenham sido os mais importantes da minha vida.

Ontem, numa entrevista de emprego, dizia que a experiência de estar desempregada tem sido uma grande lição de vida. Não só porque nos ajuda a lembrar quem somos. Como também nos dá tempo para pensar e para não pensar, para fazer coisas ou não fazer nada. Abre oportunidades para fazer alguma coisa por nós ou pelos outros. Eu fico sempre um pouco frustrada porque gostava de concretizar mil e uma coisas para as quais me falta coragem. Mas, pelo menos, já as identifiquei e já as projectei. Umas na cabeça, outras no papel.

Nestes últimos nove meses eu tenho descoberto tanta coisa. Tenho feito novas amizades, tenho cuidado das velhas amizades com carinho, tenho uma dependência brutal daquilo que se chama família. Tenho uma grande dose de equílibrio que misturo com outra maior de maluquice. Continuo solteira aos olhos da lei e aos olhos de quem liga a alianças. As minhas filhas de Verão e da Primavera são o meu porto seguro, tal como eu sou para elas. Tenho um marido que não é marido com os cabelos cada vez mais prateados, que cool! E, em breve, terei um novo emprego. Um brinde ao futuro!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:01


3 comentários

De raquel carvalho a 05.05.2013 às 22:38

Desejo-te a melhor sorte do mundo. Vai tudo correr.

De Vânia Pardal a 12.05.2013 às 13:01

Bom dia,

Gostei da sua publicação, foi emotiva mas, simultaneamente, esperançosa.

A Escola Sem Dúvida possui uma pequena revista online onde publicamos artigos de várias pessoas.

Gostaria de publicar o seu testemunho na revista, pedindo, por isso, a sua autorização e recolhendo os dados necessários à publicação, nomeadamente:
Nome;
Idade;
Quanto tempo desempregada;
Um pequeno resumo da sua vida profissional.
Se desejar, uma pequena fotografia sua.

Pode enviar para direccao.pedagogica@semduvida.com.pt

Agradecemos, desde já, a sua atenção.

De Sara Moura de Oliveira a 03.07.2013 às 00:35

Como eu a entendo...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D